10/11/2010

Reflexões sobre as minhas leituras (O verão de Katya - TREVANIAN)


Ai a mente humana…. Labirintos e mais labirintos que ao longo dos tempos têm fascinado os estudiosos da matéria.

Katya nasceu numa tentativa de matar Hortense e a terrível vivência que não conseguiu superar. Mas será isso possível? Bastará encarnar uma nova personalidade para que os nossos fantasmas desapareçam para sempre? Não, claro que não. Hortense continuou viva e acabou por “anular” Katya que por sua vez deu lugar a que Hortense se assumisse novamente numa outra personalidade, Paul, seu irmão gémeo…

E depois de Paul? Quantas mais personagens Hortense precisaria encarnar até que os seus fantasmas desaparecessem para sempre?


Este é apenas um dos aspectos focados no livro, deliciosamente envolvido numa empolgante história de amor, mistério e horror.



Liz
10/11/2010

3 comentários:

Clapotis disse...

Já comecei a lê-lo, estou a gostar, porém, continuo a preferir o "Shibumi" esse é ....
Beijo grande Doçura!

Liz disse...

Pois é... aqui fica o apelo aos editores portugueses: editem Trevanian!
... Mas acredita que vou ler "Shibumi"... mesmo em castelhano ou em francês...
Beijocas pa tu!

manuel fernando disse...

Hola mi buena amiga, pasé por aquí para saludarte y también agradecerte tus bonitos comentarios que me dejaste en mi blog.
En cuanto a tú hermosa entrada, el verano de Katya, sinceramente te digo que no he leído el libro, estoy seguro que será un buen libro, sabiendo que el autor es Trevanian está asegurado una buena obra con una bonita historia de amor.
Te deseo un buen fin de semana lleno de sensaciones positivas.
Un beso desde la distancia.