04/10/2010

Olho para a noite




Olho para a noite
Na espera que ela anuncie
Uma nova alvorada
Através da janela só as luzes
Da cidade meio adormecida
Ao fundo, as notas soltas
De um piano compõem
A melodia que me leva dali

Até ao íntimo de ti…
Caminhos nunca antes trilhados
Desvendados na alquimia
Das almas que se tocam
E dos corpos que se fundem
No fogo da paixão
Assim, vivendo a saudade
De um sentimento
Muito mais que sentido…
Predestinado, completo.
Eternizado…

Liz

Enviar um comentário