08/03/2017

Mulher Madrugada

Foto: Ilona Pulkstene

Era a noite
que viria a ser madrugada.
A noite feita mulher.
Não aquela noite sensual,
de mistério e encanto,
onde ela clandestinamente
domina…
mas uma noite de trevas
e pesadelos mutilantes.

Era a noite
a que a luta quis dar luz.
Luta de Deusas menores.
Sem armas, sem cadafalsos,
ainda assim com a força
emprenhada…
que fez da noite madrugada.
E mais serena continuaria,
almejando o pleno dia.

Mas continua a ser madrugada…



Enviar um comentário