20/03/2017

Dar Tempo ao Tempo

Fotografia: Марк Олич

Tenho momentos
em que me falta o alento,
para expandir todo o meu eu.
Tal é a pequenez das horas,
onde a vontade se prendeu.

Queria tanto
ir e derramar por ai fora,
a grandeza deste sentimento.
Render-me, como por encanto,
ao universo, sem a menor demora.

Ir com o vento,
até à infinitude do meu ser.
Apagar o espaço do tempo,
que aprisiona a possibilidade
de  fazer render o pensamento.

E aprender
essa grande habilidade,
talvez, impensável realidade
de enganar para convencer
o tempo a dar tempo ao tempo.


Enviar um comentário