13/03/2017

Ilusão da Primavera

Foto: Lena Trindade

Devagar,
como quem tem o tempo
ao seu dispor,
a natureza renova-se.
No canto
dos pássaros a voar,
das cigarras de flor em flor,
ou da brisa, como um lamento
pelo vento que se esvai.
Do Inverno,
que passa a esquecer-se,
até que a natureza
caia de novo em pranto
e mais nenhum ai
se oiça, no entanto.
Mas até la,
há este sentimento terno
que a vida é toda amor,
na sua maior pureza.
Qual outra era,
como as que já não há.  
É a ilusão,
provocada pela Primavera
ao mais incauto coração!



Enviar um comentário