26/04/2011

Conversa Com As Estrelas

Tinha a dor presa em mim
Brutal, com nós impiedosos
Que não conseguia desatar
Nem com a minha força para viver

Então fui á janela e
Conversei com as estrelas
De olhos posto em mim falei-lhe
De como me sentia pequenina,
Perdida no meu mundo de dor
De como me sentia impotente
Perante o tamanho da minha angústia
Que era a maior de todas

E elas disseram-me
Que levantasse os olhos de mim
E olhasse em frente o horizonte
Que se desenhava no céu
E para lá dele o universo infinito
Que havia à minha volta
Só para mim, e para quem eu quero
Nesse universo que eu posso
Construir á minha medida

Enviar um comentário